« Home | A esquerda contra-ataca » | Crítica à Esquerda Brasileira » | Precisamos de um governo corrupto » | Argentina Na Copa » | Copa da Globalização » | Estaríamos preparados para votar? » | Frases feitas, frases de efeito. » | Soneto do Reencontro » | Nós queremos você! » | Inaugurada a parede de banheiro »

Política e o Coeficiente Eleitoral

Mais uma postagem, peço desculpas se o texto foi um pouco teórico ou se não me expressei bem e ficou difícil de entender. Os comentários estão aí pra suprir essa minha falha. Vamos lá ...

Em que partido você vota?


Política e o Coeficiente Eleitoral

É comum os eleitores acharem que votam em pessoas, em candidatos, mas de fato esse raciocínio não está totalmente correto. Para ilustrar essa afirmação darei um exemplo bastante didático.
Suponhamos que em determinada cidade exista 10 vagas para um cargo político qualquer e que nas últimas eleições havia 200 mil eleitores que votaram, ou seja, 200 mil votos válidos. Dividimos esse número pelas 10 cadeiras resultando 20 mil, este valor é chamado coeficiente eleitoral. Significa que a cada 20 mil votos que um partido obtiver ele terá direito a uma vaga e esta será dada ao candidato com maior número de votos pertencente ao partido. Se ainda não forem prenchidas todas as cadeiras então o partido que mais se aproximou do coeficiente eleitoral tem direito a mais uma nomeação. Note que seu voto é dado ao partido e que os reais concorrentes de um candidato são os seus próprios partidários.
Para mais uma análise diante desse sistema proponho a seguinte situação: Imagine que seu pai, homem que você conhece bem, ético, justo, sincero se candidatasse por um partido que tem como grandes nomes e nomes cogitados para serem eleitos o Lula, FHC, Bush ou Chaves. Você votaria no seu pai? É melhor abandonar essa resposta que pareceu obvia no início da situação e analisar melhor as conseqüências de seu ato.
A maioria dos eleitores não tem conhecimento desse esquema e acaba elegendo um candidato que não deseja por cair nessa armadilha.
O atual projeto de reforma eleitoral procura modificar um pouco esse panorama. Peço desculpas por não saber qual o andamento no projeto nas suas tramitações pelas casas do povo submetido a votações, vetos, discussões etc. A proposta, de forma simples, propõe que os partidos lancem seus candidatos com uma ordem fixa para concorrer as vagas. Atingindo o coeficiente eleitoral o primeiro da lista do partido ganharia o direito ao cargo.
Esta estrutura vigente pode nos ajudar muito a entender uma série de coisas como, por exemplo, porque os partidos não dizem muito sobre o candidato. Os partidos participariam de uma estratégia para eleição dizendo muito pouco sobre o pensamento do candidato, sobre suas propostas ou sobre as tendências de sua ação. Ficaria esclarecido tambem porque os candidatos trocam tanto de partido.
Em um cenário político conturbado, entre CPI’s , mensalões, pizzas, eleição, direita e esquerda confusas, é difícil pensar um pouco na estrutura das eleições e mais complicado ainda é pensar que tudo poderia ser diferente. O mais triste é pensar que a democracia se reduziu às eleições e até elas não vão muito bem.

Aqui está aberto o espaço para comentar tudo. Se estiver a falar sobre a proposta de reforma fico agradecido porque faltou isso no texto. Desculpas de novo ...

Passaríamos a votar nas legendas propriamente ditas e, conforme o número de vagas às quais ela tivesse direito, ocuparia a partir de uma lista pré-determinada de candidatos. Ou seja, votaríamos nos ideais partidários e não nos ideias pessoais de cada candidato.

Isso parece mais organizado, mas acaba por se tornar, em alguns sentidos, muito parecido com o sistema que pretendem derrubar. De uma forma ou de outra, os principais nomes da lista continuariam a ser muitos dos candidatos que ainda detêm muitos votos, apesar de não serem necessariamente confiáveis, idôneos ou qualquer outra qualidade que se espere de uma pessoa que ocupe um cargo público de tamanho importância.

A solução, no caso da reforma política, seria garantir um processo justo na ordenação dos nomes das listas a fim de evitar que as mesmas 'figuras carimbadas' ocupem as primeiras fileiras e monopolizem o poder, se transformando numa elite 'democraticamente permanente'.

Um abraço!

úu,gostei do texto !
bem coeso e DIRETO ao ponto !

parabens.

Ou, que se vote diretamente na pessoa escolhida e que os votos sejam contados individualmente (por candidato), independente do partido. Esse se transformaria apenas numa base para identificação do candidato com certos ideais, poupando-lhe grande parte da propagação dé suas idéias.
Isso sim dificultaria a permanência dos coronéis no congresso...

É por isso q eu voto só pra presidente... o resto eh nulo...

Concordo com o salgado, apesar de não votar nulo no resto.

Nao concordo com oq o salgado coloco.

Essa parada de votar nulo. Bom tiv e acuriosidade de perguntar a um advogado (acho q eles entendem disso), diga-se de passagem um dos melhores de Patos, sobre essa questão do voto nulo. Indaguei ele com a seguindo pergunta: Caso os votos nulos dêem maioria (50% + 1) o que aconteceria? Ele me respondeu assim: Bom, os votos nulos são contabilizados de maneira diferente.POrtanto se caso estes votos dessem a maioria nao aconteceria nada além de o presidente do STE pedir eleiçoes para o periodo de 45 a 60 dias.

Ou seja, de qu adianta votar nulo ? A única coisa que se está fazendo é NADA, literalmente.Porque de nada vai adiantar votar nulo se outras eleições serão convocadas.Para mim votar nulo é renunciar a democracia.

(obs.: se isso acontecesse os candidatos da primeira eleição não poderiam participar da segunda, e essa é a única utilidade do voto nulo)

mas mesmo assim, já ouvi dizer que essa lei tem brechas.. :P

Não acho que votar nulo seja solução pra nada msm..

Dess obs confesso que nao sabia.

Mas quase todas as leis no Brasil tem brechas ! Alias, "leis" para dizer em termos tecnicos né, por que ao meu ver nao passam de escritos num papel.

cara... eu voto nulo pq nao gosto de nenhum dos candidatos... se eu perceber que algum candidato parece ser bom, eu voto... por isso declarei abertamente q voto 50, HH, pra presidente... pq acho q ela "é macho" pra peitar quem tem q peitar...

senadores, deputados estaduais e federais e governadores... até agora nenhum me convenceu... portanto, pra nao votar em qquer um, voto nulo...

e quanto a essa obs q o rafael colocou, nao sei da veracidade dela... procurei nos codigos algo assim e a unica lei q se refere a tal situação (q eu encontrei) é o artigo 224 do codigo eleitoral de 1966 (que fol alterado em 1997, mas esse artigo parece nao ter sido alterado), a seguir:

"Art. 224. Se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do país nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações e o Tribunal do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias.

§ 1º Se o Tribunal Regional na área de sua competência, deixar de cumprir o disposto neste artigo, o Procurador Regional levará o fato ao conhecimento do Procurador Geral, que providenciará junto ao Tribunal Superior para que seja marcada imediatamente nova eleição.

§ 2º Ocorrendo qualquer dos casos previstos neste capítulo o Ministério Público promoverá, imediatamente a punição dos culpados."

(ver http://www.dji.com.br/leis_ordinarias/1965-004735-ce/ce__219a224.htm#Art.%20224)

ou seja, parece que realmente nao há nenhuma obrigatoriedade na troca dos candidatos...

Quanto a votar na HH ? Eu tb voto ué !

Mas sou de direita! MAs entao me perguntam pq vai votar na HH ?? Por que acho que o país merce algo diferente, qm sabe se ela nao entra no poder e muda as coisas.Eu particularmente gosto mtu dela, há que acha q ela é muito burricida e só fala mer***, mas eu creio que ela tem pulso para "dirigir" este país.


Quanto ao artigo, eu sabia de algo que nao mencionava essa parada de nao poder ser os mesmos canditados... mas como o rafael postou ache que ele saberia masi do que.

Mas como está no Codigo Eleitoral não há o que discutir.

bom.. entao qual a utilidade de 50% votar nulo?

bom como eu disse, não há utilidade.
So vai servir pra mostra insatisfaçao para com os candidatos, mas de q adianta isso ?

kra, existe a chance de eu ter pego o artigo errado... eu nao li o codigo eleitoral inteiro...

chaveS??? e o kiko??? e o seu madruga???auehuaehuaehae..zuera..bom texto..apesar q eu naum li ainda...mas por ser do marcelo..a gnt confia...

cadu.. chama o willer ae..

euheuheu !!

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link

Powered by Blogger
& Blogger Templates




eXTReMe Tracker