« Home | A Sociedade Patense » | Boca de Urna » | Carta ao povo brasileiro » | ERA DO ADMINISTRADOR » | Democracia. Seria ela a solução? » | O Papa Pateta » | Diante da Lei » | Rotina » | Repensando a educação » | REGRAS, REGRAS E MAIS REGRAS »

Mero produto ou agente incapaz?


Procuro tentar entender nossa realidade. Quais as coisas que fazem com nos encontramos como somos hoje?
A pergunta se apresenta bastante filosófica, por isso, vou simplificar: Vivemos essa realidade brasileira como mero arranjo e produto das ações e vontades de outros ao longo da história ou somos totalmente responsáveis pelo que vivemos hoje?
Longe de qualquer um desses extremos defendo um estágio intermediário em que vivemos como resultado histórico de um emaranhado de ações influenciadas pela nossa cultura e maneira de encarar a realidade.
Gostaria de me ater hoje (como forma de homenagem) em meu texto a alguns aspectos culturais que enxergo ser um empecilho para o nosso crescimento tanto econômico quanto social ou político.
O belo “jeitinho brasileiro” é para mim o pior de todos os elementos de nossa cultura. Fazer tudo com o mínimo esforço, da maneira menos trabalhosa e de última hora não me parece algo grandioso e que deva ser idolatrado como é.
A improvisação clamada junto à idolatria desse jeitinho também não é admirada por minha pessoa. Pode ser a demonstração de extrema criatividade de nosso povo, mas na maioria dos casos não passa de solução para aquilo que não temos a menor capacidade de fazer ou que é solução imediata para um erro ocorrido anteriormente.
Outro elemento que repudio e que já ganhou existência própria estando presente na cabeça de cada brasileiro praticamente desde o instante em que ele começa a respirar é a idéia de que vivemos no país do futebol e carnaval. Que trágica concepção agindo como um entorpecente diante de nossas mazelas.
Por último e para ser breve apresento outra postura que me entristece. A concepção que o brasileiro tem do que é público. O público é visto por nós não como aquilo que é de todos e sim como aquilo que não é de ninguém, podendo assim, ser usado da pior maneira e sem o menor zelo.
Tristes pequenos atos que nos fazem também tão pequenos. Detalhes que junto ao rumo que tomamos ao longo da história nos fazem tão decadentes.
Fica aqui meu apelo e a certeza que, como afirmava Gandhi (ele tem a nos ensinar mais que Jesus), devemos fazer em nós mesmos a mudança que queremos ver no mundo. Por mais ridículo e manjado que possa parecer, faça a sua parte
, comece por você
.

Já haviamos tratado desses assuntos algumas vezes pro exemplo no nosso trabalho das fotos pra Carla mas achei pertinente escrever um pouco sobre ele. Comentem ae. Abraços

"O público é visto por nós não como aquilo que é de todos e sim como aquilo que não é de ninguém, podendo assim, ser usado da pior maneira e sem o menor zelo."

Eu planejava por um texto sobre isso ainda na parede. Belo texto, parabéns.

Somos então o resultado de um produto, mas ao mesmo tempo incapazes de produzir algo melhor.

Perfeito... achei que o texto podia começar com: "Já que estamos tratando de podridão na sociedade...", hehehehe...

Acrescento a opinião do velho alemão barbado: essa é a ideologia que empurram goela abaixo da classe dominada pra fins de dominação. Se dessem mais valor ao homem...

Desafio meus companheiros a demonstrarem uma solução pra isso (porque pedra qualquer um joga). Aliás, desafio-os a mostrar qualquer projeto a respeito além do Cristóvão Buarque, ops, quer dizer, da educação (isso foi sim uma piada), mas uma educação neutra, crítica (utópica, sim).

Para terminar (e fugir completamente, ou quase, do assunto), vi hoje no Jornal Nacional que a Associação Brasileira de Direito Constitucional pediu que os candidatos à presidência assinassem um documento se comprometendo a não convocar uma nova assembléia constituinte. Alckmin assinou, Lula não. Gostaria MUITO de escrever aqui algo a respeito, mesmo que depois das eleições. Espero ansiosamente a resposta dos senhores a respeito.

Que a Força esteja com vocês!!

lindoo!!! lindooo!!!...mas na boa o marcelo flw bemm..o jeitinho brasileiro eh o q destroi o nosso pais...e tdo mundo enxerga(e a midia nos empurra essa ideologia goela abaixo{VIVA MARX!!})como algo q nos caracteriza e faz nossa cultura mais rica e diferenciada...AO CARALHO!!!
sem mais para o momento aqui me despeço e...
FELIZ CONSTITUINTE!!!

p.s.: soh nao entendi pq o subtitulo eh igual ao titulo

Heehehe o subtítulo é igual ao título pelo velha prática do copia cola. Copiei e colei igual estava no orkut, não reparei que já havia coloca o texto ... Que bom que gostaram ... Mas tá ae o desafio do Salgado pra alguém escrever como mudar essa situação ...

"Por mais ridículo e manjado que possa parecer, faça a sua parte, comece por você."

Que bonito, todo mundo se auto-afirmando ultimamente :wub:

A propósito, Rafael, eu não to mais postando no Frango.
http://cafetao.wordpress.com

:o

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link

Powered by Blogger
& Blogger Templates




eXTReMe Tracker