« Home | Mascote » | Sobe, desce (2) » | O samba morreu? » | Sobe, desce (1) » | Nós, dominados » | Um Show de Axé com Outros Olhos » | Intenções reais representadas por números? » | Uma homenagem... » | Eu e a Polícia » | A Morte do Eterno e do Público »

Metafísica Flamenguista

Inspirado pela segunda edição do "Sobe/Desce" de nossa parede, venho transmitir àqueles que compartilham nossas latrinas algo que já venho dizendo há algum tempo. O Flamengo tornou-se algo místico. É público e notório o festival que a torcida rubro-negra carioca tem feito no templo do futebol. Mas pergunte-se: por que raios isso tudo? Ora, pelo mesmo motivo de toda torcida - o incentivo ao time. Afinal, torcer para um time é ter fé em sua vitória.

Peço desculpas aos leitores que não entendem ou não acompanham o futebol, mas há de se notar que o Flamengo não tem time pra ocupar a 6ª posição do brasileiro (quanto mais uma vaga na Libertadores). Mas lá está ele - brigando pela vaga, pra surpreender até videntes, pais-de-santos, e o Noronha.

O que então levou o Fla até lá? Só nos resta a torcida. Mas será então que toda a torcida do Flamengo (literalmente) é estúpida ao ponto de crer que um time que traz Toró como titular pode conquistar uma vaga pra Libertadores? Claro que não. A torcida do Flamengo já não torce mais pro time. Todos sabemos que aquele time não nos salvará. A salvação está n'O Flamengo. Criou-se uma entidade superior - O Flamengo - que leva o time pra frente e que cuida para que tudo dê certo. Não se torce mais pro time, torce-se pra camisa, pro "Flamengo-geist".

Indubitavelmente, o maior exemplo disso é Obina. Qualquer um com um mínimo entendimento do esporte sabe que Obina não sabe jogar futebol. Mas ele não é qualquer atacante - é o atacante do Flamengo! Ele veste o manto rubro-negro que já foi usado por grandes astros da história do futebol, ele tem a seu lado uma torcida massiva que o lembra disso o tempo todo. Assim - e só assim - um pé-rapado desses torna-se melhor que Eto'o.

Um personagem de Star Wars, em algum momento da trilogia (de alguma das duas), diz "A esperança faz dos homens tolos, e ao mesmo tempo é sua maior força". Talvez seja esse o segredo do Flamengo. Mas eu, como um bom Flamenguista, prefiro acreditar que é o "peso histórico" da camisa. Acredito, numa metafísica dialética hegeliana rubro-negra, que o próprio espírito absoluto do futebol - no caso, o Flamengo - se encarna naqueles jogadores durante aqueles breves, porém eternos, 90 minutos.

Tú és time de tradição, raça, amor e paixão, ó meu mengo! Eu sempre te amarei, onde estiver estarei, ó meu mengo!

Fala sério, mengão tá dando um show nesse returno.

Ei! Você aí! Avisa pro São Paulo que o Mengo vem aí!

Vote na enquete do texto abaixo!! Escolha o mascote da Parede!!!

Muito bom texto, quase me convenceu a torcer pelo flamengo para a libertadores, agora que meu time está cada vez mais longe.
Abraços

Sem dúvida...as vitórias do flamengo no mínimo desafiam a lógica

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link

Powered by Blogger
& Blogger Templates




eXTReMe Tracker