« Home | Brasil: um país bem informado » | CALOURO... BURRO!!! » | Yey!!! Postagem nova!!! » | Excesso de igualdade » | Baboseiras aleatórias » | QUEBRA-CABEÇAS - Do longo capítulo dos amores. » | Sobe, desce ( V ) » | sobe, desce (a) » | Copa do Mundo 2014. Sede? Brasil! » | Sobe, desce (3) »

Considerações sobre a atual parede

Perdão pela inconstância das postagens, leitores (se é que nos resta algum). A vida é dura.

Enfim, hoje cheguei em casa cansado, mas ainda assim decidi que viria contemplar a parede com algumas de minhas palavras. Parei pra refletir e vejo que a parede para qual me volto hoje não é nem de longe o que Rafael um dia quis que fosse. Me vejo como um responsável por isso, peço desculpas.

Mas não foi isso o que vim dizer.

Vim dizer que gosto muito do que a parede é hoje, mesmo ela sendo quase um fiasco em termos de publicidade. Podemos publicar nossos textos, nossas idéias, aqui. De vez em quando vem um leitor aleatório aqui e deixa alguma opinião legal. Além de ser um meio interessante de manter um contato com amigos antigos. Afinal, nostalgia a parte, não creio ser tão fácil encontrar um blog cuja "equipe" seja tão diversificada em termos profissionais e geográficos.

A parte ruim disso tudo é que passamos cada vez mais tempo sem escrever, cada vez mais tempo sem nos falar, nossas rotinas vão se individualizando cada vez mais. O resultado disso é que se torna mais difícil arrumar um assunto sobre o qual escrever que não estrja ligado demais a nossas próprias vidas. Por exemplo, já quis escrever sobre Bourdieu e Sérgio Buarque de Holanda, mas desisti por achar que seria chato. Tá, confesso que também desisti por nao ter paciencia de botar os textos do meu lado aqui pra evitar escrever baboseira. Mas enfim, acho que os outros passam por isso também.

Não podemos nem escrever sobre futebol direito, pois assistimos a estaduais diferentes...

A parte mais chata disso tudo é que, quando finalmente consegui escrever algo, percebi que caí no clichê de escrever sobre a falta de assunto.

Até a próxima, e que a criatividade esteja comigo!

Comentário de um "leitor aleatório":
a vida as vezes faz isso com a gente e a responsabilidade pelos "desacertos" nem sempre devem ser tratada como nossa.

até

Esteja conosco!
Aguardo a publicação do texto "Quanto você pagaria para ser eleito?" no jornal POLêmica para em seguida publicá-lo aqui.
Abraços

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link

Powered by Blogger
& Blogger Templates




eXTReMe Tracker