« Home | Olá pessoas. Não pretendo levar muito tempo aqui. ... » | A greve das prostitutas » | Nem tudo é um conto de fadas » | Maquiavel ainda vive? » | Redução da Maioridade Penal - A Moda da Vez » | “ Todo carnaval tem seu “fim” ” » | A maçã vermelha » | Férias de um Marxista Pós-Moderno em Crise Existen... » | Nobres campos ... » | Por que o Brasil não cresce? »

A réplica de Goethe

Werther está vivo.
Ele renascerá em todos nós
E morrerá como sempre morreu.

Ser poeta é fácil
Basta dizer palavras bonitas e fingir amar.
Ser o amor é o difícil
Não vejo forma de descrever o sentimento,
a sensação incessável, ininteligível, insaciável, insuportável.

De toda a natureza,
o ser humano sempre desejou
o fruto proibido,
aquele que nunca almejou.
O que devemos desejar,
se não merecemos nada?

Ainda é tarde para dizer que te amo?

Malditos sejam eles,
eles com seus sorrisos falsos e mentiras descaradas.
Malditos sejam cujas,
cujas máscaras me fazem ter nojo de tudo que vive.
Mas que seja mais maldito aquele!
Aquele que me privou do momento mais alegre de toda minha vida!
Aquele que me detem de realizar minha transcendência!
Aquele a que odeio!

Ainda é tarde para dizer que te amo?

Que venham os morcegos e os corvos!
Que venham o spleen, o gauché e o blasé!
Que venha toda a tristeza do mundo!
Eu esperarei e deixarei de viver.

Mas como Goethe diria,
isso seria apenas uma réplica
do sofrimento do jovem Werther.

Nunca li goethe. Também, o mesmo nunca me atraiu, sempre me pareceu muito trágico. Acho que estava certo.

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link

Powered by Blogger
& Blogger Templates




eXTReMe Tracker